Você sabe o que é brisket? Ele é um corte de carne conhecido no Brasil como peito bovino. Uma carne versátil que pode ser encontrada em várias receitas do TudoGostoso, como sopa com peito bovino e peito bovino na pressão. Nos Estados Unidos, ela é comumente preparada de forma bem específica e demorada. Venha saber mais sobre o brisket, corte de carne que tem feito sucesso entre os churrasqueiros brasileiros.

O que é brisket
 

O que é brisket: saiba mais sobre essa carne

O que é brisket e como ele é preparado

beef brisket é um corte de carne bovina conhecido aqui no Brasil como peito bovino. Ele já faz bastante sucesso nos churrascos dos EUA, principalmente no Texas. Retirada da parte da frente do boi, essa carne possui muitas fibras e, por isso, mais rígida. No Brasil você encontra o peito bovino por um preço bem em conta, já que ele pode ser considerado uma carne de segunda. Mas, então, por qual motivo as pessoas se apaixonaram tanto por esse corte? Bom, a resposta é o preparo diferente e cuidadoso por qual ele passa, que gera um resultado incrível e deixa a carne com um sabor maravilhoso.

Para preparar o brisket, são necessários alguns temperos e ervas secas, além de uma churrasqueira específica. Seu processo de cocção é lento e feito num defumador que se chama smoker, do modelo pit. Ele faz a cocção e defumação de carnes que são preparadas em temperatura baixa e assadas com lenha de árvores frutíferas. Nele o brisket é defumado lentamente, através da queima da lenha que fica em um compartimento separado. O fogo não atinge a carne, apenas o calor indireto e a fumaça produzida na churrasqueira. Assim, ele fica pronto, geralmente, depois de 12 horas. O resultado é uma carne que se desmancha facilmente e com uma crosta deliciosa de temperos por cima.

o que é brisket
 

Pit smoker

Por isso, quem quiser preparar essa maravilha deve ter paciência. Para fazer um brisket perfeito, é preciso deixá-lo pelo menos 12 horas temperando na geladeira e mais 12 horas cozinhando. Além disso, é necessário ficar atento à temperatura durante todo o processo, pois qualquer descuido pode estragar a carne. Por isso, o ideal é escolher cortes que tenham mais de 3,5 kg, com uma capa de gordura mais fina (ela vai ser essencial para a suculência, mas não pode atrapalhar no processo de defumação) e que seja fresco (descongelar a carne vai colaborar para que as fibras fiquem mais rígidas). Depois de pronto, ele pode ser cortado em fatias ou desfiado para servir como recheio de sanduíches.