Tricolor encerra 2016 sem ?adeus? de Ceni, Fabuloso e Pato
ESPORTES
07 de Dezembro de 2015

O São Paulo passou os últimos dois meses falando sobre o quão duras seriam as despedidas de Rogério Ceni, Luis Fabiano e Alexandre Pato, os dois primeiros pela importância na história do clube e o último por ser o grande jogador da equipe na temporada. Diante do Goiás, porém, na rodada derradeira da equipe em 2015, o trio não conseguiu atuar nem por um minuto sequer.

As ausências de Ceni e Fabuloso já estavam programadas devido a lesões da dupla, prejudicada pela idade na hora de conseguir uma despedida dentro de campo. Chamou mais atenção a não utilização de Alexandre Pato. Vaiado nos dois últimos jogos que disputou, contra Atlético-MG e Figueirense, no Morumbi, ele ficou no banco de reservas e acabou preterido até por Rogério, que entrou no seu lugar e fez o tento da vitória. O duelo ante os catarinenses, por sinal, se torna o seu último nesta passagem pelo clube, assim como o de seu companheiro de ataque.

Com seu contrato de empréstimo se encerrando no final deste ano, o avante, que pertence ao Corinthians e terá de retornar ao ex-clube a princípio, encerra em baixa uma temporada que tinha tudo para ser a melhor da carreira. Seus 26 gols, no entanto, aparentemente não deixarão saudades no clube, já preparado para repor o seu retorno ao Timão.

Único dos três a falar, o arqueiro fez questão de exaltar a conquista de uma vaga na Libertadores do ano que vem. Ele assistiu à partida das tribunas do Serra Dourada com o camisa 9, tendo a companhia também de Rodrigo Caio, Breno e Luiz Eduardo, todos ausentes do embate. Depois do triunfo, desceu ao gramado e parabenizou os companheiros pelos três pontos.

“Conseguimos o que era o nosso propósito. O torcedor são-paulino reconhece o que eles fizeram e se dedicaram. Por mais dificuldades, eles reconhecem essa força de vontade”, afirmou o camisa 1, que acabou recebendo felicitações até dos rivais. Mesmo rebaixados, os jogadores do Esmeraldino fizeram questão de cumprimentar o ídolo tricolor pelos 25 anos de carreira, encerrados neste domingo.

 

“Não digo que essa vitória aqui em Goiânia fez com que 2015 fosse um ano vitorioso, mas acredito que isso diminui um pouco o sofrimento que foi a temporada. Acima de tudo isso, esse triunfo nos dá a oportunidade de reconstruir o clube e procurar coisas melhores já em 2016”, completou o jogador.

LEIA TAMBÉM
CONTATO COMERCIAL
(46) 3242-1495
(46) 98413-4946
comercial@radiochopinzinho.com.br
REDES SOCIAIS
PB Agência Web