Furto em posto de saúde e casos de lesões corporais em Saudade do Iguaçu
POLICIAL
16 de Agosto de 2016

Nas últimas horas a Polícia Militar de Saudade do Iguaçu registrou um caso de furto no Posto de Saúde da comunidade de Linha Urutu. De acordo com a secretária municipal de saúde, o fato ocorreu durante o final de semana, aonde na manhã de segunda feira, quando os funcionários chegaram para o trabalho, encontraram a porta dos fundos aberta e com a fechadura estourada.

Do local segundo a secretária, foi levada uma TV marca LG 42 polegadas e um receptor marca Orbisat. Moradores da comunidade disseram que não viram nada de suspeito. O caso está sendo investigado pela polícia civil de São João.

Na segunda feira, dia 15, uma mulher moradora na comunidade de Linha Urutu, procurou a Polícia Militar de Saudade do Iguaçu, a qual relatou que no domingo a noite, por volta das 21h00min, seu esposo chegou em casa embriagado e bastante alterado, o qual começou a quebrar os móveis e a ameaçou dizendo que iria “Estourar seus miolos”, sendo que logo depois, desferiu um soco em seu nariz, causando lesão e sangramento. Toda a agressão foi presenciada pelos filhos do casal que são menores de idade. Ao chegar no local, os policiais não encontraram o agressor, o qual, segundo a vítima, fugiu para o assentamento Marcos Freire, em Rio Bonito do Iguaçu. Ela foi orientada quanto aos procedimentos cabíveis.

Também em Saudade do Iguaçu, por volta das 13h50min desta segunda feira, dia 15, a Polícia Militar foi procurada por um homem, o qual mora na Rua Marcelino Neis, centro da cidade e disse que teve uma discussão com sua esposa e a mesma o agrediu com arranhões, deixando várias lesões pelo corpo, principalmente na região do abdômen. Logo em seguida também compareceu ao Destacamento da PM de Saudade do Iguaçu, a esposa do denunciante relatando que a briga foi iniciada por seu marido, a qual disse que ele começou a jogar suas roupas pelo chão, sendo que no momento em que ela foi pegar o mesmo a empurrou, puxou seu cabelo e cuspiu em seu rosto, jogando a mesma no chão, foi quando ela disse que partiu para cima dele, arranhando o mesmo. Em seguida seu marido saiu de casa sem rumo. Mais tarde quando retornou, ele começou novamente a fazer ameaças a ela, dizendo que se procurasse a polícia, ele iria mata-la. Diante das ameaças a mulher também resolveu procurar a polícia para registrar um boletim de ocorrência. As partes envolvidas foram orientadas quanto aos procedimentos cabíveis. 

LEIA TAMBÉM
CONTATO COMERCIAL
(46) 3242-1495
(46) 98413-4946
comercial@radiochopinzinho.com.br
REDES SOCIAIS
PB Agência Web