Vereadores querem viabilizar a venda de produtos da agricultura familiar para toda a região
POLÍTICA
28 de Abril de 2016

Na sessão da última terça feira, dia 19, os vereadores Amarildo Secco e Leônides Moser apresentaram indicação na câmara de vereadores solicitando ao executivo municipal que agende uma reunião com a secretaria estadual de agricultura do estado do Paraná, com a finalidade de tratar sobre a adesão do município ao SUASA, Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária, visando à comercialização dos produtos da agricultura familiar em nível de região. “Nós temos muitos agricultores de Chopinzinho que produzem e vendem produtos coloniais como salames, queijos e uma série de outros produtos e não conseguem vender em outros municípios da região, pois a inspeção que eles possuem é válida somente para comercialização no território municipal. Sabemos que existe o sistema nacional de fiscalização, onde o estado já aderiu e consequentemente o município também precisa aderir ao sistema estadual para que essa inspeção tenha validade para outros municípios da região, beneficiando os agricultores na hora da venda de seus produtos. Diante disso, estamos pedindo que seja agendada uma reunião o quanto antes com a secretaria estadual de agricultura e dar os encaminhamentos necessários”, destacou Amarildo.

Em outra indicação o vereador está solicitando ao chefe do poder executivo que providencie através de lei, a regulamentação dos serviços de escavações, aterros, retirada de terras, construção de muro de arrimo e contenção das águas pluviais em terrenos públicos e particulares do município. No pedido, o vereador sugere que o trabalho seja feito com o acompanhamento de um engenheiro civil. “Em conversa com o setor de planejamento da prefeitura municipal, eu sugeri que seja elaborada uma lei no sentido de que as empresas que trabalham hoje com terraplanagens, aterramento, enfim qualquer serviço que envolva remoção de terras na área urbana, que seja obrigatório à apresentação de um projeto acompanhado de um engenheiro responsável, com a obrigatoriedade que se dê um destino correto ao material retirado do local, projeto para escoamento das águas pluviais e a contenção de barrancos para que não causem riscos para moradores vizinhos, pois em muitos casos as máquinas mexem nos terrenos e não é feito um trabalho de contenção, e por conta disso faz com que em épocas de chuvas as enxurradas acabam invadindo terrenos vizinhos causando sérios danos. É importante que o município crie uma lei, aonde todo tipo de trabalho que envolva remoção ou aterramento que se tenha um projeto elaborado e seja feito com o acompanhamento de um engenheiro especializado na área”, disse o vereador.

LEIA TAMBÉM
CONTATO COMERCIAL
(46) 3242-1495
(46) 98413-4946
comercial@radiochopinzinho.com.br
REDES SOCIAIS
PB Agência Web