Homem confessa ter jogado a companheira viva no Rio Iguaçu
POLICIAL
26 de Março de 2016

Um homem confessou na tarde desta quinta-feira (24), ter jogado a companheira Jéssica Luana Barbosa, 20 anos, ainda viva no Rio Iguaçu, em uma ponte na BR-153, em União da Vitória.

O acusado Marins Moreira, marido da jovem, confessou a Polícia Civil que atirou a companheira da ponte sobre o Rio Iguaçu (Transbrasiliana).  A declaração foi prestada pelo delegado chefe da 4ª Subdivisão Policial de União da Vitória (4ª SDP), Douglas Possebon e Freitas.

Marins disse que Jéssica era estressada e decidiu matá-la porque ela não se entendia com a família dele e estressava sua mãe, que morava com o casal, a filha e o sogro.

Na noite de 6 de março, quando Marins e Jéssica passavam pela ponte do Rio Iguaçu, o acusado fingiu que o pneu do carro havia furado, e os dois desceram do veículo. "Foi muito rápido. Peguei ela e joguei no rio, viva. Entrei no carro, dei a volta e fui para casa”, disse Marins em entrevista.

Ele teve a prisão preventiva decretada na tarde de quinta-feira (24), foi preso e está na 4ª SDP.

Informações: vvale.com.br

LEIA TAMBÉM
CONTATO COMERCIAL
(46) 3242-1495
(46) 98413-4946
comercial@radiochopinzinho.com.br
REDES SOCIAIS
PB Agência Web