Réu condenado em primeiro júri do ano no Fórum da Comarca de Chopinzinho
POLICIAL
27 de Janeiro de 2016

Foi realizado nesta quarta feira, dia 27, no Fórum da Comarca de Chopinzinho, o primeiro júri deste ano de 2016 na comarca. O réu Joel de Oliveira Duarte, aguardava julgamento detido na penitenciária de Francisco Beltrão, e respondia por duas tentativas de homicídio, fato que ocorreu no dia 19 de junho de 2014 no Bairro Vale Verde.

Na época dos fatos, as vítimas foram à ex-mulher do réu, Áquila Priscila dos Santos e seu namorado Jackson Rafael Silveira. No dia do ocorrido, Joel que já estava separado de Áquila a cerca de dois anos, chegou por volta das sete horas da manhã na casa de sua ex-mulher, bateu à porta e no momento em que ela atendeu, teria investido contra ela armado com uma faca e começou a desferir vários golpes contra a mesma. Jackson que também estava na casa, correu para socorrer a namorada e também foi ferido. Depois disso, Joel saiu da casa, embarcou em seu carro e fugiu. As vítimas foram socorridas e encaminhadas ao hospital de Chopinzinho. Algum tempo depois, o acusado foi preso pela polícia e aguardava julgamento no presidio de Francisco Beltrão.

O júri segundo o juiz que presidiu a sessão, Dr. João Ângelo Bueno, terminou por volta das 15h30min sendo que ao final o réu foi condenado pelo crime de tentativa de homicídio contra Áquila Priscila dos Santos, o qual teve a pena estipulada em 10 anos e 04 meses de reclusão, sendo que como o réu já estava preso há 01 ano e 02 meses, esse período foi descontado, baixando a pena para 09 anos e 01 mês e 10 dias em regime fechado. Na acusação de tentativa de homicídio contra Jackson Rafael Silveira, o réu foi absolvido pelos jurados.

Dr João lembrou que o código penal brasileiro prevê que penas em que os réus são condenados a mais de 08 anos de reclusão, a mesma deve ser cumprida em regime fechado. Ao final da sessão, segundo Dr João Ângelo Bueno, como o réu foi condenado em uma acusação e absolvido em outra, o ministério público que atuou na acusação e buscava duas condenações para o réu impetrou com pedido de recurso.

LEIA TAMBÉM
CONTATO COMERCIAL
(46) 3242-1495
(46) 98413-4946
comercial@radiochopinzinho.com.br
REDES SOCIAIS
PB Agência Web